sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Terra: "Planeta Água". Até quando?

A publicação de hoje é feita especialmente pra você que não se dá conta do quanto a água é essencial para que a vida aconteça neste planeta, e que como muitos, não acreditam que ela está acabando.
 
A água (em termos químicos também designada por: hidróxido de hidrogênio, monóxido de di-hidrogênio ou ainda protóxido de hidrogênio) é uma substância que, nas Condições Normais de Temperatura e Pressão (0 °C; 1 atm), encontra-se em seu ponto de fusão. Em condições ambientes (25 °C; 1 atm) encontra-se no estado líquido, visualmente incolor (em pequenas quantidades), inodora e insípida, essencial a todas as formas de vida conhecidas. A água possui fórmula química H2O, ou seja, a menor parte da substância que ainda é considerada aquela substância (uma molécula de água) possui em sua composição dois átomos de hidrogênio e um de oxigênio ligados por meio de ligações químicas. É uma substância abundante na Terra, cobrindo cerca de três quartos da superfície do planeta, sendo encontrada principalmente nos oceanos e calotas polares, e também na atmosfera sob a forma de nuvens, nos continentes em rios, lagos, glaciares e aquíferos, para além da que está contida em todos os organismos vivos.  

Função biológica da água
A água possui muitas propriedades incomuns que são críticas para a vida: é um bom solvente e possui alta tensão superficial (0,07198 N m-1 a 25 °C). A água pura tem sua maior densidade em 3,984 °C: 999,972 kg/m³ e tem valores de densidade menor ao arrefecer e ao aquecer. Por ser uma substância estável na atmosfera, desempenha um papel importante como absorvente da radiação infravermelha, crucial no efeito estufa da atmosfera. A água também possui um calor específico peculiarmente alto (75,327 J mol-1 K-1 a 25 °C), que desempenha um grande papel na regulação do clima global. A água dissolve vários tipos de substâncias polares e iónicas, como vários sais e açúcares, facilitando na interação química entre as diferentes substâncias fora e dentro dos organismos vivos (metabolismos complexos). Apesar disso, algumas substâncias não se misturam bem com a água, incluindo óleos e outras, podendo ser classificadas como insolúveis e, em alguns casos, hidrofóbicas. As membranas celulares, compostas por lipídios e proteínas, levam vantagem das propriedades hidrofóbicas para controlar as interações entre os seus conteúdos e o meio externo.

Propriedades físicas e químicas
Uma característica incomum da água é a sua dilatação anômala. Ela se contrai com a queda de temperatura, mas a partir de 4 °C começa a se expandir, voltando a se contrair após sua solidificação. Isso explica porque a água congela primeiro na superfície, pois a água que atinge a temperatura de 0 °C se torna menos densa que a água a 4 °C, consequentemente ficando na superfície. Esse fenômeno também é importante para a manutenção da vida nas águas frias, pois faz com que a água a 4 °C fique no fundo e mantenha mais aquecidas as criaturas que ali vivem. Cerca de dois terços da superfície da Terra está coberta por água, 97,2% dos quais contêm os cinco oceanos. O aglomerado de gelo do Antártico contém cerca de 90% de toda a água potável existente no planeta (região inferior do globo). A água em forma de vapor pode ser vista nas nuvens, contribuíndo para o albedo da Terra.  

Os estados físicos da água
A água encontra-se em diversos estados físicos. Na atmosfera ela está em estado gasoso, proveniente da evaporação de todas as superfícies úmidas – mares, rios e lagos; em estado líquido é a mais usual forma da água, encontrada nos grandes depósitos do planeta, nos oceanos e mares (água salgada), nos rios e lagos (água doce) e também no subsolo, constituindo os chamados lençóis freáticos. Para finalizar, também encontramos a água no estado sólido, nas regiões frias do planeta, os polos e nas grandes altitudes. Do estado gasoso, presente na atmosfera, a água pode se precipitar em estado líquido, como chuva, orvalho ou nevoeiro, ou em estado sólido, como neve ou granizo (ver ciclo da água). Certas águas continentais são enquadradas genericamente como água doce e até inequivocamente estudadas como então, embora apresentem pequenas mas evidentes concentrações de sais metálicos, ou seja, alguma salinidade, portanto devendo ser vistas como águas de "baixa salobridade" ou até mesmo "águas oligo-halinas continentais". São águas que percorrem solos (internos e/ou expostos), contendo carbonatos de cálcio, magnésio e sódio, entre outros sais. Apresentam dureza e alcalinidade bem mais elevada que as normalmente denominadas de "doce". Um exemplo típico é a maioria das águas localizadas na região da Serra da Bodoquena (Mato Grosso do Sul, Brasil), com alcalinidade e dureza variando de 150 mg CaCO3/L até acima de 300 mg CaCO3/L.  

Água fornecida para abastecimento humano.

* Água da torneira (água canalizada) A água canalizada pode ter várias origens. Normalmente provém de águas subterrâneas ou superficiais, que são captadas em estações de tratamento, tratadas (coagulação, floculação, decantação, filtração com posterior cloração) e canalizadas para distribuição.  

* Água mineral Água mineral é um tipo de água considerada própria para o consumo humano, pois possui um nível relativamente constante de sais minerais e outros compostos benéficos à saúde. * Água de mina Recebe esta denominação a água que deriva de uma formação subterrânea, da qual a água corre naturalmente para a superfície terrestre. As águas de nascente fazem parte deste grupo de águas engarrafadas.  

* Água purificada Água subterrânea ou de superfície previamente tratada para se adequar na íntegra ao consumo humano.

* Água artesiana Água que vem de poços profundos e que é aproveitada para consumo.  

* Água gaseificada Água que sofre um tratamento e adicionamento de dióxido de carbono. No fim do seu tratamento terá a mesma quantidade de dióxido de carbono que teria na fonte donde foi extraída.  

* Água gaseificada naturalmente Água que não sofre adição de dióxido de carbono, ou seja é retirada da sua fonte naturalmente com dióxido de carbono.

* Conteúdo mineral De acordo com a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO) e segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), não existem directrizes indicando a recomendação de concentrações mínimas nas águas engarrafadas ditas medicinais.


Distribuição na Terra
 
Na Terra há cerca de 1 360 000 000 km³ de água que se distribuem da seguinte forma: 1.320.000 000 km³ (97%) são água do mar. 40.000.000 km³ (3%) são água doce. 25.000.000 km³ (1,8%) como gelo. 13.000.000 km³ (0,96%) como água subterrânea. 250.000 km³ (0,02%) em lagos e rios. 13.000 km³ (0,001%) como vapor de água.  

Segurança e saúde

A água da torneira pode ser contaminada por substâncias químicas tóxicas ao consumo do ser humano, ou por microorganismos prejudiciais à saúde pública. Mesmo algumas substâncias, consideradas indispensáveis ao consumo, podem ser tóxicas se estiverem em excesso, é o caso do flúor, que pode causar a fluorose. Pode ocorrer excesso de concentração cloro, flúor ou outras substâncias utilizadas no tratamento. No entanto, devido às baixas dosagens utilizadas no tratamento e ao controle do processo de tratamento esse tipo de ocorrência tende a ser pequeno.

As formas mais comuns de contaminação ocorrem em decorrência da presença de poluentes despejados nos mananciais ou de microorganismos. Esse tipo de contaminação é mais freqüente em localidades que não possuem tratamento de água, mas em alguns casos, podem ocorrer mesmo em água tratada, devido a falhas no processo de abastecimento ou pela presença de poluentes que não possam ser removidos pelo processo de tratamento normal. Em muitos casos os contaminantes podem estar presentes mesmo em águas minerais engarrafadas.

As fontes de águas minerais podem encontrar-se em regiões sujeitas à presença de poluentes que se infiltram no lençol freático e mesmo após a filtração das rochas podem ainda estar presentes no ponto de coleta. Entre os contaminantes, podem ser encontradas, bactérias, protozoárioss e fungos patogênicos, toxinas produzidas por algas ou por decomposição de animais ou lixo (chorume) como os nitratos. Além disso, toda sorte de compostos químicos que são agressivos à vida, decorrentes de despejos industriais, podem ocorrer, tais como fenóis, compostos clorados utilizado na indústria papeleira, hidrocarbonetos presentes em solventes e tintas e muitos outros. Enfim, também podem ser encontrados Metais pesados dissolvidos na água, formando íons como crômio(VI), que são altamente cancerígenos e compostos de chumbo e de mercúrio, que podem provocar diversos tipos de doenças.  

Consumo de água engarrafada e impactos ambientais  

* É consumida uma média de 15 litros de água engarrafada por pessoa, anualmente.  

* Os europeus são os principais consumidores de água engarrafada, consumindo metade da água engarrafada de todo o mundo, tendo uma média de 85 litros por pessoa em um ano.  

* Os mercados de água engarrafada mais promissores estão na Ásia e Oceania, que tiveram um crescimento anual de 15% no período de 1999-2001. Por estes motivos, pode afirmar-se que o consumo de água engarrafada está a crescer em todo o mundo, pelo menos nos últimos trinta anos. Atualmente, é considerado como sendo o setor mais dinâmico e um dos mais lucrativos de toda a indústria de alimentos e bebidas, pois o consumo deste tipo de água aumenta cerca de 12% em cada ano. Este aumento só se justifica pelo receio que a maior parte da população tem em consumir água da torneira, pois a água engarrafada custa muito mais caro do que o consumo da água da torneira.  

* O mercado de água engarrafada no mundo representa um volume de 89 bilhões de litros e está estimado em um valor de 25 bilhões de euros.  

* 75% do mercado é dominado por produtores e empresas locais.  

* Mais de metade (59%) da água engarrafada bebida no mundo é água purificada, os restantes (41%) consomem água de mina ou mineral.

* Enquanto que a água engarrafada se origina em fontes protegidas, como por exemplo aquíferos no subsolo e nascentes, a água de torneira vem sobretudo de rios e lagos. No Brasil é comum a água de torneira ser extraída do subsolo, sendo que, em algumas cidades, a água de torneira tem características de água mineral. A maioria das cidades envolvidas por grandes aquíferos, tais como o Aqüífero Guarani, contam com este privilégio.  

Embalagens de plástico

O plástico tem como matéria-prima o petróleo e o gás natural, dois recursos não renováveis. Para além disso, são usadas mais de 1,5 milhões de toneladas de plástico só para fabricar garrafas de água. Quando as garrafas de plástico não são recicladas, podem ir para aterros sanitários. O mundo está assim cheio de aterros sanitários, e, como as garrafas de plástico se decompõe a velocidade muito baixas, permanecerão nos aterros por muitas centenas de anos. Atualmente o processo de reciclagem de lixo movimenta uma grande indústria, evitando que este problema se acentue.  

Transporte e o problema ambiental

Um quarto da água engarrafada em todo o mundo é consumida fora do país de origem. Cujo transporte geralmente se dá por caminhões e veículos de combustão interna através de rodovias. Esse tipo de transporte agrava o problema das emissões de dióxido de carbono. Os gases emitidos são os mesmos responsáveis pelo aquecimento global e os gases de estufa (responsáveis pelo efeito estufa). Ainda assim, cerca de 75% da água produzida é consumida à escala regional, limitando estes emissões de gases poluentes.  

Corpo humano

Todas as formas conhecidas de vida precisam de água. Os humanos consomem "água de beber" (água potável, ou seja, água compatível com as características de nosso corpo). No corpo humano a água é o principal constituínte (entre 70% a 75%). É componente essencial para o bom funcionamento geral do organismo, ajudando em algumas funções vitais, tais como o controle de temperatura do corpo, por exemplo.  

Religião e filosofia

A água é considerada como purificadora na maioría das religiões, incluindo o Hinduísmo, Cristianismo, Judaísmo, Islamismo, Xintoísmo e Wicca. O exemplo do batismo nas igrejas cristãs é praticado com água, simbolizando o nascimento de um novo ser, purificado com remissão dos pecados. Seguindo um princípio semelhante, em outras religiões, incluíndo o Judaísmo e o Islamismo, é ministrado aos mortos um banho de água purificada, simbolizando a passagem para a nova vida espiritual eterna. Ainda no Islão, os fiéis apenas podem praticar as cinco orações diárias após a lavagem do corpo com água limpa, no ritual de ablução denominado "wudu". No Xintoísmo e na Wicca, a água é usada em quase todos os rituais de limpeza dos praticantes. Na Nova Versão Internacional da Bíblia, o termo "água" é mencionado 442 vezes. Na mitologia Celta, Sulis é a deusa das nascentes termais. No Hinduísmo, o rio Ganges é personificado como uma deusa, enquanto que Sarasvati é referida como a deusa dos Vedas.

A água é também um dos "tatvas" (5 elementos básicos da natureza hindús, onde se incuem o fogo, a terra, o akasha e o ar). Em outras tradições, deuses e deusas são mencionados como patronos locais de nascentes, rios ou lagos, como no exemplo da mitologia grega e romana, onde Peneus era o deus do rio. Na religião Wicca a água é tida como um dos símbolos da Grande-Deusa, assim como o cálice e o caldeirão.
O antigo filósofo grego Empédocles, defendia que a água era um dos quatro elementos da natureza básicos, em conjunto com o fogo, terra e ar, sendo respeitada como a substância básica do Universo, denominada ylem. Nas antigas tradições chinesas, a água era um dos cinco elementos, em conjunto com a terra, o fogo, a madeira e o metal.
Nas religiões neopagãs, como é o caso da Wicca, também existe a crença na existência de cinco elementos constituintes do Universo, sendo eles: o fogo, o ar, a água e a terra e o akasha(a manifestação da energia divina).



Poluição da água
 
A poluição da água indica que um ou mais de seus usos foram prejudicados, podendo atingir o homem de forma direta, pois ela é usada por este para ser bebida, lavar-se, lavar roupas e utensílios e, principalmente, para sua alimentação e dos animais domésticos. Além disso, abastece nossas cidades, sendo também utilizada nas indústrias e na irrigação de plantações. Por isso, a água deve ter aspecto limpo, pureza de gosto e estar isenta de microorganismos patogênicos, o que é conseguido através do seu tratamento, desde da retirada dos rios até a chegada nas residências urbanas ou rurais. A água de um rio é considerada de boa qualidade quando apresenta menos de mil coliformes fecais e menos de dez microorganismos patogênicos por litro (como aqueles causadores de verminoses, cólera, esquistossomose, febre tifóide, hepatite, leptospirose, poliomielite).

Portanto, para a água se manter nessas condições, deve-se evitar sua contaminação por resíduos, sejam eles agrícolas (de natureza química ou orgânica), esgotos, resíduos industriais, lixo ou sedimentos vindos da erosão. Sobre a contaminação agrícola temos, no primeiro caso, os resíduos do uso de agrotóxicos (comum na agropecuária), que provêm de uma prática muitas vezes desnecessária ou intensiva nos campos, enviando grandes quantidades de substâncias tóxicas para os rios através das chuvas, o mesmo ocorrendo com a eliminação do esterco de animais criados em pastagens. No segundo caso, há o uso de adubos, muitas vezes exagerado, que acabam por ser carregados pelas chuvas aos rios locais, acarretando no aumento de nutrientes nestes pontos; isso propicia a ocorrência de uma explosão de bactérias decompositoras que consomem oxigênio, contribuindo ainda para diminuir a concentração do mesmo na água, produzindo sulfeto de hidrogênio, um gás de cheiro muito forte que, em grandes quantidades, é tóxico. Isso também afetaria as formas superiores de vida animal e vegetal, que utilizam o oxigênio na respiração, além das bactérias aeróbicas, que seriam impedidas de decompor a matéria orgânica sem deixar odores nocivos através do consumo de oxigênio.

Os resíduos gerados pelas indústrias, cidades e atividades agrícolas podem ser sólidos ou líquidos, tendo um potencial de poluição muito grande. Os resíduos gerados pelas cidades, como lixo, entulhos e produtos tóxicos são carreados para os rios com a ajuda das chuvas. Os resíduos líquidos pode carregar poluentes orgânicos (que são mais fáceis de ser controlados do que os inorgânicos, quando em pequena quantidade).

As indústrias produzem grande quantidade de resíduos em seus processos, sendo uma parte retida pelas instalações de tratamento da própria indústria, que retêm tanto resíduos sólidos quanto líquidos, e a outra parte despejada no ambiente. No processo de tratamento dos resíduos também é produzido outro resíduo chamado "chorume", líquido que precisa novamente de tratamento e controle. As cidades podem ser ainda poluídas pelas enxurradas, pelo lixo e pelo esgoto. Enfim, a poluição das águas pode aparecer de vários modos, incluindo a poluição térmica, que é a descarga de efluentes a altas temperaturas, poluição física, que é a descarga de material em suspensão, poluição biológica, que é a descarga de bactérias patogênicas e vírus, e poluição química, que pode ocorrer por deficiência de oxigênio, toxidez e eutrofização.

A eutrofização é causada por processos de decomposição que fazem aumentar o conteúdo de nutrientes, aumentando a produtividade biológica, permitindo periódicas proliferações de algas, que tornam a água turva e com isso podem causar deficiência de oxigênio pelo seu apodrecimento, aumentando sua toxidez para os organismos que nela vivem (como os peixes, que aparecem mortos junto a espumas tóxicas). A poluição de águas nos países ricos é resultado da maneira como a sociedade consumista está organizada para produzir e desfrutar de sua riqueza, progresso material e bem-estar. Já nos países pobres, a poluição é resultado da pobreza e da ausência de educação de seus habitantes, que, assim, não têm base para exigir os seus direitos de cidadãos, o que só tende a prejudicá-los, pois esta omissão na reivindicação de seus direitos leva à impunidade às indústrias, que poluem cada vez mais, e aos governantes, que também se aproveitam da ausência da educação do povo e, em geral, fecham os olhos para a questão, como se tal poluição não atingisse também a eles.

A Educação Ambiental vem justamente resgatar a cidadania para que o povo tome consciência da necessidade da preservação do meio ambiente, que influi diretamente na manutenção da sua qualidade de vida. Quanto melhor é a água de um rio, ou seja, quanto mais esforços forem feitos no sentido de que ela seja preservada (tendo como instrumento principal de conscientização da população a Educação Ambiental), melhor e mais barato será o tratamento desta e, com isso, a população só terá a ganhar. Novas técnicas vem sendo desenvolvidas para permitir a reutilização da água no abastecimento público.  

Exercício:

Você consegue imaginar o caos que seria se não tivessemos mais água potável pro consumo dos seres vivos desse planeta? Consegue imaginar os estragos irreparáveis que teríamos por aqui? Conseguiu imaginar? Acredito que sim, e com certeza você não pensou em coisas boas... ...Então, comece a poupar agora, ainda dá tempo: Abaixo estão simples atitudes que você pode tomar, começando do seu próprio lar.  

***Feche a torneira enquanto escova os dentes, ou enquanto lava a louça.

***Na hora do banho, não demore mais do que 10 minutos com o chuveiro ligado. E se você é daquelas pessoas que adoram testar a acústica do banheiro e passa quase 1 hora cantando, pode fazer o seguinte: Ligue o chuveiro, se molhe, desligue o chuveiro e passe o tempo que quizer se ensaboando, se esfregando, e cantando à vontade. Quando já estiver sem vóz, e alguém estiver batendo desesperadamente na porta, pedindo pra que você desocupe o recinto, ligue o chuveiro e se enxágue. (além de economizar água, poupa energia elétrica também, olha que máximo!). 

  ***Sabia que na hora do banho, você pode reaproveitar a água? Pegue uma bacia onde caibam seus pés, tome banho com os pés dentro da bacia. Reserve a água que cair na bacia dentro do box do banheiro, assim, quando você for usar o "troninho", pode usar essa água para dar descarga. Garanto que vai fazer uma diferença notavél na conta de água.  

***Evite ao máximo fazer uso da "vassoura hidraulica" varrendo seu quintal e a calçada em frente à sua casa com a mangueira. Reaproveite a água da máquina de lavar roupas. Ou ainda: Aproveite a água da chuva. OBS* O asfalto não precisa ser regado, ok!  

***Carros não precisam tomar banho. Para manter seu possante limpo, brilhando, tinindo - não precisa ficar regando-o com a mangueira por meia hora/40 minutos. Use a água da máquina de lavar roupas para ensaboar e esfregar o carro, e para enxaguar, encha um balde com água e jogue aos poucos no carro. Ele vai ficar limpo do mesmo jeito.  

***Cuide bem da manutenção hidraulica da sua casa para não ter surpresas desagradáveis quando chegar a conta: Observe se há vasamentos nas torneiras, registros, e encanamento. Vamos lá, gente! Não é difícil seguir essas dicas. Poupando água, você estará preservando sua própria vida e a vida dos seus descendentes. Ou você vai querer que seus filhos e netos sofram as consequencias da falta de água no nosso planeta?



fonte da pesquisa: Wikipédia  fotos: Google Images adaptação do texto: Giselle Vergna

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Papel. "Pra que te quero"?

A reciclagem do papel é tão importante quanto sua fabricação. A matéria prima para a fabricação do papel já está escassa, mesmo com políticas de reflorestamento e com uma maior conscientização da sociedade em geral. Com o uso dos computadores, muitos cientistas sociais acreditavam que o uso de papel diminuiria, principalmente na indústria e nos escritórios, mas isso não ocorreu e o consumo de papel nas duas últimas décadas do século XX foi recorde.
Na fabricação de uma tonelada de papel, a partir de papel usado, o consumo de água é muitas vezes menor e o consumo de energia é cerca da metade. Economizam-se 2,5 barris de petróleo, 98 mil litros de água e 2.500 kw/h de energia elétrica com uma tonelada de papel reciclado.

Vantagens de Reciclar Papel 
*Redução dos custos das matérias-primas: a pasta de aparas é mais barata que a celulose de primeira.
*Economia de Recursos Naturais - Madeira: Uma tonelada de aparas pode substituir de 2 a 4 m3 de madeira, conforme o tipo de papel a ser fabricado, o que se traduz em uma nova vida útil para de 15 a 30 árvores. - Água: Na fabricação de uma tonelada de papel reciclado são necessários apenas 2.000 litros de água, ao passo que, no processo tradicional, este volume pode chegar a 100.000 litros por tonelada. - Energia: Em média, economiza-se metade da energia, podendo-se chegar a 80% de economia quando se comparam papéis reciclados simples com papéis virgens feitos com pasta de refinador. - Redução da Poluição: Teoricamente, as fábricas recicladoras podem funcionar sem impactos ambientais, pois a fase crítica de produção de celulose já foi feita anteriormente. Porém as indústrias brasileiras, sendo de pequeno porte e competindo com grandes indústrias, às vezes subsidiadas, não fazem muitos investimentos em controle ambiental.  

* Criação de Empregos: estima-se que, ao reciclar papéis, sejam criados cinco vezes mais empregos do que na produção do papel de celulose virgem e dez vezes mais empregos do que na coleta e destinação final de lixo. * Redução da "conta do lixo": o Brasil, no entanto, só recicla 30% do seu consumo de papéis, papelões e cartões. 

O papel reciclado pode ser aplicado em caixas de papelão, sacolas, embalagens para ovos, bandejas para frutas, papel higiênico, cadernos e livros, material de escritório, envelopes, papel para impressão, entre outros usos.  

Tipos recicláveis: caixa de papelão, jornal, revista, impressos em geral, fotocópias, rascunhos, envelopes, papel timbrado, embalagens longa-vida, cartões, papel de fax, cartelas de ovo e papel higiênico usado.


Tipos que ainda não são recicláveis: papel carbono, fotografias, fitas adesivas, e etiquetas adesivas. 


fonte: Ambiente Brasil

sábado, 18 de outubro de 2008

Ah, que pena! Último dia de Planeta no Parque.

Cá estou eu...perdendo uma hora de sono por causa do horário de verão que entrou em vigor hoje, mas é para dar uma boa notícia. Até o dia 16/10 foram coletados apenas 208 kg de materiais recicláveis no evento, que mais uma vez vai deixar saudades, pois já está no seu último dia. Que pena!
Confiram a nota sobre a Ong no site Planeta Sustentável. E a foto à seguir, é de uma galerinha de "pequerruchos" que apareceu no nosso estande pra aprender desde cedo a importância dos 3 R's para a saúde do nosso planeta.
Então corram, ainda dá tempo de explorar todas as informações disponíveis nas tendas espalhadas pelo parque, e no Viveiro Manequinho Lopes, que é onde nós estamos com o estande e a usina de triagem dos recicláveis.
O Estande A Usina de Triagem

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Opine, dê sua sugestão.

Hoje a postagem tem três tópicos: 1º Gostariamos de dizer que o blog está totalmente aberto à sugestões. Se você que está visitando o blog, não encontrar a informação que você precisa, pode tirar suas dúvidas sobre a Ong conosco e principalmente: sugerir publicações através dos comentários. A sua opinião, e suas sugestões são muito importantes para nós, pois este blog foi construído justamente para que possamos ter um contato mais próximo e mais humano. 2º Agradecemos a visita de todos ao nosso estante no Planeta Sustentável no Parque Ibirapuera. O evento vai até dia 19/10 - próximo domingo, então, quem ainda não foi, não pode perder. O evento conta com informações valiosas para mantermos nosso planeta saudável! 3º Para quem já visitou nosso estante, gostou do trabalho do artista plástico D'Julia e quer saber mais sobre este artista fantástico, nós te damos o contato: D'Julia Gangary Telefones: (11) 3129-5152 (11) 8763-0177 Ou pelo e-mail: djuliagangary@hotmail.com Por enquanto é só galera...aproveitem o parque!

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

PLANETA SUSTENTÁVEL 2008.

Clique na figura para visitar o site
A sustentabilidade voltada para o cotidiano das grandes metrópoles. Esta é a proposta do Planeta no Parque, que em seu segundo ano propõe novos olhares e relações entre o cidadão e a sua cidade em três temas: Cidadania e Coexistência Mobilidade Consumo Cada tema será tratado em um percurso guiado por educadores especializados no assunto, com informações, intervenções artísticas e muita reflexão a respeito de nossas ações. O evento ainda trará entretenimento para adultos e crianças, com oficinas, contação de histórias, teatro infantil e muito mais. Venha descobrir como é fácil cuidar do futuro da sua cidade. E do seu.
Confira o mapa dos percursos:

domingo, 28 de setembro de 2008

Último dia de Expo Music

Um pouco do que tá rolando na Expo Music

Estande "Francal Cidadania"

Lotação máxima!!!

Negão com a mão na massa!!! Me disseram que fotos dele pintando são raras, então, tá guardado o momento!

Tá aí. Edith Piaf - Obra terminada

Olha só onde a fila foi parar...três horas de espera pra entrar

E aqui, nossa "Usina Solidária"

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Expo Music à todo vapor.

***Últimas...quentinhas! A Expo Music 2008 abriu dia 24/09, mas nós, "os Pueras" estamos no oitavo dia de trabalho. Logo colocaremos o balanço do evento aqui no blog. A publicação de hoje é informal, baseado no que eu tenho observado ultimamente. O bacana é que na Ong eu faço o que eu mais gosto, que é: Me comunicar. Eu sinto total liberdade e conforto pra falar sobre o projeto "Implantação e Gerenciamento de Resíduos Sólidos Recicláveis"com o público, porque tenho muito orgulho dele , e porque é um projeto totalmente viável, socialmente justo e ambientalmente correto, e o que eu tenho percebido é que, cada vez mais as pessoas se conscientizam da nossa obrigação de reciclar. Quando eu digo "obrigação", quero dizer que: Somos consumidores, somos poluidores, somos portanto geradores de resíduos, retiramos recursos do meio ambiente, então, o mínimo que devemos fazer é tentar devolver da forma mais limpa e correta possível. O resuldado da nossa parceria com a Francal tem sido o melhor possível. Dando atenção especial ao nosso trabalho de educação ambiental, evento à evento notamos a redução do desperdício de materiais. Por isso a satisfação de apresentar o projeto, e o orgulho de ver o sucesso que ele alcança em pouco tempo de implantação. Obrigada e parabéns Francal! E é isso aí...o evento continua, e tanto os músicos, empresários do ramo da música, produtores, e o público em geral estão se divertindo muito com as novidades por aqui.

terça-feira, 23 de setembro de 2008

EXPO MUSIC de 24 à 28 de Setembro.

A EXPOMUSIC – maior feira de música da América Latina é o grande momento do segmento musical quando músicos e profissionais se atualizam com os lançamentos e produtos das grandes marcas de instrumentos musicais, áudio, iluminação e acessórios, movimentando negócios que representam parcela significativa do faturamento anual do setor, estimulando o desenvolvimento da indústria musical no País. A Expomusic é o evento esperado pelos profissionais da música em geral. Com 3 mil metros quadrados a mais que a edição de 2007, a maior feira de música da América Latina espera receber, a partir de amanhã, cerca de 60 mil pessoas. A Expomusic reúne nesta 25ª edição os principais lançamentos de instrumentos musicais, som profissional, iluminação, partituras e acessórios nacionais e importados. Serão mais de 200 expositores ocupando uma área de 16 mil m², com demonstrações de produtos, workshops e tardes de autógrafos, entre outros destaques. A previsão da Associação Brasileira da Música - Abemúsica é que o segmento feche o ano de 2008 com um faturamento de R$ 550 milhões, cerca de 10% a mais que em 2007. Os negócios realizados durante os cinco dias de feira representam por volta de 30% do faturamento anual do setor. Desta forma, a feira cumpre seu objetivo de estimular o desenvolvimento da indústria musical no País. “Este ano, para atender a crescente demanda dos expositores, reservamos os dois primeiros dias do evento exclusivamente aos profissionais do setor e os demais, também ao público”, comenta Abdala Jamil Abdala, presidente da Francal, organizadora do evento. Os visitantes da Expomusic poderão conferir workshops de músicos renomados de diversos estilos musicais, pocket shows com novos talentos e artistas consagrados no tradicional Music Hall e a Expomusic Fest, além de celebridades da música já confirmadas para visitar os estandes das marcas expositoras. Ingressos para o público (apenas dias 26 à 28): R$ 10,00 ONDE E QUANDO? EXPOMUSIC 24 e 25 de Setembro - Restrito aos profissionais do setor 26, 27 e 28 de Setembro - Aberto ao público em geral Horário: das 13h às 21h Expo Center Norte Pavilhões Branco e Azul Rua José Bernardo Pinto, 333 São Paulo - SP – Brasil Menores de 12 anos, pessoas acima de 65 anos e deficientes físicos não pagam ingresso. E é claro...estaremos lá na Usina Solidária e no estande da Francal Cidadania esperando pela sua visita! PS...mais um pedido de desculpas pela demora na atualização do blog...não é por mal gente...é muito trabalho mesmo...não tá sobrando tempo...Graças à Deus!!!

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Balanço da Gestão.

Balanço geral da Gestão Ambiental dos eventos Ago/08: ABUP SHOW
  • 5 . 153 toneladas de materiais recicláveis
BIENAL DO LIVRO
  • 19.160 toneladas de materiais recicláveis
GRUPOS FAVORECIDOS:
  • Cooperativa de catadores(as) Viva Bem .
  • Núcleos de catadores(as) Tietê.
  • Núcleos de catadores(as) Tiquatira .

terça-feira, 26 de agosto de 2008

22º ESCOLAR PAPERBRASIL

Feira Internacional de Produtos, Serviços & Tecnologia para Escolas, Escritórios e Papelarias, atualmente é considerada referência de lançamentos de produtos e abastecimento do varejo desses segmentos principalmente na América Latina. Em postagem anterior eu disse que a montagem começaria na quinta-feira dia 28/08, mas na verdade a montagem está começando hoje. Uma das maiores feiras do mundo do setor, e a maior do continente americano tanto em área de exposição como em número de visitantes, é realizada estrategicamente no segundo semestre do ano, período em que o varejo brasileiro se prepara para a renovação dos estoques.
A ESCOLAR PAPERBRASIL - Feira Internacional de Produtos, Serviços & Tecnologia para Escolas, Escritórios e Papelarias, atualmente é considerada referência de lançamentos de produtos e abastecimento do varejo desses segmentos principalmente na América Latina. Uma das maiores feiras do mundo do setor, e a maior do continente americano tanto em área de exposição como em número de visitantes, é realizada estrategicamente no segundo semestre do ano, período em que o varejo brasileiro se prepara para a renovação dos estoques. A Escolar PaperBrasil assume, então, o papel de evento oficial para apresentação dos produtos desenvolvidos pelos fabricantes. A feira também oferece oportunidades de atualização e interatividade entre os profissionais da área. Participam fabricantes nacionais de todos os portes e internacionais de diversos países, que vêm ao Brasil com objetivo de ampliar seus negócios no continente e oferecer produtos diversificados aos compradores. Todos os anos, a Escolar PaperBrasil atrai uma visitação qualificada e proporciona ao mercado comprador ampla variedade de produtos, serviços e tecnologias das melhores marcas. É dirigida a lojistas, distribuidores, compradores, empresários, e profissionais das áreas de tecnologia e educação. Promovida e organizada pela FRANCAL, conta com o patrocínio da ABIGRAF SP e com apoio institucional da BRASIL ESCOLAR - Rede Nacional de Papelarias e do SIMPA - Sindicato do Comércio Varejista de Material de Escritório e Papelaria de São Paulo e Região. ONDE E QUANDO? ESCOLAR PAPERBRASIL 2008 2 - 5 de setembro 2 - 4 das 13h às 21h 5 das 11h às 17h Parque de Exposições do Anhembi Av. Olavo Fontoura, 1209 Santana - CEP: 02012-021 São Paulo - SP - Brasil Mais informações sobre Translados Gratuitos: FRANCAL
Na usina solidária teremos uma mini sala de aula onde estaremos interagindo com crianças e adultos. Será uma espécie de Oficina de Educação Ambiental. Não deixe de visitar!!! __________________________________________ Quando eu digo que temos muito orgulho do nosso trabalho, e que saímos dos eventos satisfeitos pela missão cumprida, não é exagero! O trabalho de gestão de resíduos recicláveis em eventos é irreversível. As empresas que optam por fazer, não se arrependem e tendem a dar continuidade por não terem mais como voltar atrás, fazendo-se saber que: Mais do que uma obrigação, é absolutamente necessário o encaminhamento ambientalmente correto dos resíduos gerados nos eventos. Confira o balanço da gestão ambiental na 40º Feira Francal que aconteceu em Julho de 2008 no site da Francal, clique na figura:

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Ah, acabou a Bienal do Livro!

Pois é, terminou ontem a Bienal do Livro...e posso dizer que a feira foi um sucesso em todos os sentidos, com um público de aproximadamente 50 mil pessoas "POR DIA". Mas nosso trabalho lá ainda não acabou. Ainda estaremos lá para a desmontagem da feira, e não sairemos de lá enquanto não sair a última caçamba de materiais recicláveis. A maioria dos visitantes não tem noção de quanto residuo se gera em eventos desse porte. Pois bem: Lhes coloco à par - Na Bienal do Livro, durante a visitação foram 3 toneladas de resíduos recicláveis 'por dia', que ao invés de serem enterrados em aterros sanitários já superlotados, são doados para cooperativas de reciclagem, e alguns materiais como: carpete, napa, tecidos, adesivos, etc, são encaminhados para companhias de teatro, escolas de samba da periferia de São Paulo, e doados também para artesãos que transformam em arte esse material que à princípio seria descartado. A desmontagem vai até terça-teira, mas quinta-feira já começa a montagem da Feira Escolar, então...permaneceremos no Anhembi. (Logo mais eu publico detalhes da Feira Escolar) Bom, ainda estou sem as fotos do evento, mas assim que estiverem comigo, eu publico pra vocês verem. Ah sim, já ia me esquecendo: Gravamos ontem uma reportagem falando um pouco da Ong para a TV Bem Brasil quem quizer conferir, a reportagem vai ao ar entre terça e quarta-feira. Vocês poderão acompanhar através do site da Tv Bem Brasil, é só clicar AQUI. Por enquanto é só. Deixo vocês com uma coleção de fotos da nossa usina nas feiras.
VIVA A MATA 2008
FEIRA FRANCAL 2008
See yah!

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

ECOS DO PLANETA 2008

Abre amanhã dia 21, o ECOS DO PLANETA 2008, e vai até o dia 31 de Agosto na Bienal São Paulo - Parque Ibirapuera...É claro que nós já estamos lá desde a montagem (18/08), gestando todos os recicláveis. E este ano o evento promete, acreditem!!!
Confiram uma premissa do que vai rolar...
ECOS DO PLANETA 2008 As Amazônias: Verdades, Mitos e Lendas
Lançado há dois anos, as edições Ecos do Planeta têm como objetivo levar para a população as grandes questões ambientais homenageando um bioma brasileiro. No ano passado, foi realizado na Bienal São Paulo, com o tema Mata Atlântica levando um público de 55.000 pessoas sendo cerca de 30.000 crianças. E o bacana é que já no ano passado fizemos a gestão ambiental do evento. Em 2008, o evento destaca a riqueza e importância da floresta amazônica trazendo informação e conhecimento para despertar nas pessoas a percepção do significado ambiental, histórico e social da maior floresta tropical do mundo. O conceito do evento parte de três aspectos principais: a interatividade, replicabilidade e a simplicidade da informação para fazer com que as pessoas não só conheçam a floresta, mas também possam descobrir sua história, problemas, soluções e principalmente adquirir uma postura mais ativa e participativa em relação às questões vitais para a preservação deste importante bioma brasileiro. As Amazônias: Verdades, Mitos e Lendas traz um conhecimento sobre a região através de uma equipe altamente qualificada e que tem um envolvimento direto com a Amazônia em suas áreas de atuação. É o olhar de dentro pra fora que faz desta exposição uma realização diferenciada. É uma grande exposição com atividades artísticas, educacionais e culturais contando com cinema, teatro, música, videos, debates e diversas outras atividades.
Responsabilidade de Todos Nós
As questões sócio-ambientais são pautas das principais sociedades do mundo. Os efeitos ocasionados pea exaustão dos recursos naturais não renováveis do planeta, com impactos negativos sobre a qualidade de vida da população, já não fazem mais parte de livros e debates conduzidos por um grupo de ambientalistas. Eles são sentidos e vividos no dia a dia de cada um de nós, através das mais diversas formas de manifestação da natureza. Embora todas essas transformações apresentem-se na vida e ganhem cada vez maior destaque na mídia, ainda são necessárias ações qie atuem diretamente na sensibilização, informação, educação de uma grande parcela da população que não as consideram questões prioritárias. ECOS DO PLANETA envolve entidades, especialistas e empresas comprometidas com o meio ambiente e sua sustentabilidade. Seu conteúdo foi desenvolvido com a participação de especialistas ligados aos conceitos mais atuais em preservação da natureza, além de entidades que compões o mais consistente cenário ambiental.
*O visitante encontrará, inicialmente, um conjunto de livros gigantografados escolhidos entre os que definem o eixo curatorial. Ficção, poesia, a literatura dos viajantes, pesquisa sobre a cultura, indigena, a presença do negro, o movimento das migrações, a fauna, a flora, a arqueologia, as riquezas do solo, o potencial energético das águas, entre outros temas, estarão na seleção das obras. Paralelamente às palavras, imagens, sons e os cheiros, o visitante é conduzido através de um túnel, em um percurso orgânico, marcado por uma aproximação sensorial. A trilha funde músicas típicas, sons da floresta, sons urbanos. O sentido dessa viagem traz como metáfora principal as duas fases: margem dos rios - a cheia e a estiagem. O caminho a seguir sugere um rio-labirinto, que o visitante terá acesso aos módulos distribuídos por todo o espaço. Cada módulo será formado por um conteúdo central, ações educativas e atividades programadas. São eles: A Floresta, Astronomia, Água, Arqueologia, Aldeia, Diversidade Cultural, A terra do amanhã e Borboletário.
Clique AQUI e confira as atrações. fonte: Pró Cultura Comunicação

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Recadinho "rápido"

Gente, mais uma vez, me desculpem pela demora na atualização do blog. Confesso que estou um pouco afastada da ong desde o dia 11/08, devido à "Campanha de Vacinação Gratuita Contra a Raiva" em cães e gatos. É que além de trabalhar com a ong, sou uma Agente de Zoonoses, e todo ano em Agosto acredito que todos vocês saibam que a Prefeitura do Município de São Paulo realiza a campanha de vacinação, e geralmente a campanha dura 15 dias ininterruptos. Pois bem...até o dia 24/08 estarei junto com a minha equipe de Cidade Tiradentes vacinando os cãezinhos e gatinhos. Esse ano, eu não sei porque cargas d'água, a prefeitura não divulgou muito bem sobre a campanha, então...você que tem cães ou gatos, leve seu bichinho no posto de vacinação mais próximo da sua casa. Eu sei que o assunto não tem nada a ver com a atividade da Ong, mas é um assunto de utilidade pública, e esse também é o intuito do blog PUERAS...prestar informações de utilidade pública! Então...vou fazer um resuminho da campanha pra vocês:
"Campanha de Vacinação Gratuita Contra Raiva em Cães e Gatos"
de 11 à 24 de Agosto, das 09:00 às 17:00
Posse Responsável
Dono responsável vacina seu cão ou gato todos os anos. Bichos de estimação, quando bem cuidados, refletem melhores condições de vida, tanto para o homem como para o animal, prevenindo contra doenças. Em 2007, foram vacinados mais de um milhão de animais, sendo 914.741 cães e 173.865 gatos. A adesão à campanha é importante para que a raiva permaneça sob controle, condição que vem sendo conquistada nos últimos 25 anos no município de São Paulo.
“Quem” Deve Ser Vacinado
A vacina é destinada aos cães e gatos acima de três meses de idade, inclusive as fêmeas que estiverem amamentando, prenhes ou no cio e aplicada com seringas e agulhas descartáveis. O proprietário recebe um comprovante de vacinação do animal, que é válido por um ano.
Raiva: Vacinar é Prevenir
A raiva é uma doença transmissível de animal para animal e de animal para o ser humano, caracterizada pelo contágio direto, ou seja, pelas mordidas, arranhões ou lambedura de cães, gatos, morcegos ou outros mamíferos infectados. Nos centros urbanos, cães e gatos, por terem o hábito de caçar, estão mais expostos, podendo entrar em contato com morcego infectado e, dessa forma, virem a contrair a doença. A raiva humana em regiões urbanas é prevenida por meio da vacinação anual de cães e gatos.
NO DIA DA VACINAÇÃO, RECOMENDA-SE:
* Cães dóceis devem estar com coleira e guia, e ser conduzidos por pessoas com tamanho suficiente para controlá-los e contê-los na hora de tomar a vacina; * Animais bravos devem estar com focinheira para não oferecer nenhum risco de agressão ao proprietário ou outras pessoas; * Gatos são naturalmente muito assustados e precisam ser transportados em caixas de transporte ou similar, para que se evitem fugas ou acidentes; * Animais doentes não devem ser vacinados. Exemplos: animais com diarréia, secreção ocular ou nasal, sem apetite, animais que estão convalescendo de cirurgias ou outras enfermidades; * Crianças não devem levar os animais para vacinar.
Dúvidas: Centro de Controle de Zoonoses - CCZ Rua Santa Eulália, 86 - Santana Tel: 2224-5500 Site: ZOONOSES E-mail: zoonoses@prefeitura.sp.gov.br Realização: Prefeitura do Município de São Paulo COVISA - Coordenação de Vigilância em Saúde SMS - Secretaria Municipal de Saúde CCZ - Centro de Controle de Zoonoses Bom, é isso, meu recado tá dado, espero que vocês façam bom uso da informação! Estamos entrando na "ECOS DO PLANETA" Aguardem mais informações, ok! See yah!

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

17º ABUP SHOW

ABUP - Associação Brasileira das Empresas de Utilidades e Presentes, fundada em 1995, é uma sociedade civil, sem fins lucrativos, de âmbito nacional, com sede na cidade de São Paulo: Av. Macuco 726 7º andar conj. 1704 Moema São Paulo SP Cep 04523-001 PABX 55 11 3881.2287 E-mail abup@abup.com.br O objetivo da ABUP visa o desenvolvimento do setor de Utilidades Domésticas e Presentes como um todo. Para se associar, é necessário ser pessoa jurídica que fabrique, importe, exporte ou distribua Utilidades Domésticas e Presentes. _________________________________________________________________ A 17.° edição do Abup Show é o resultado da extensa seleção do que há de mais novo no planeta. E o limite é a sua imaginação. Aproveite, venha nos visitar. Você é muito bem-vindo! Clássico, contemporâneo, moderníssimo? Ou, um estilo próprio, que tem o seu jeito, e une um pouco de cada um? Seja qual for o seu estilo, o Abup Show tem. Simplifique, otimize o seu tempo.
De 13 a 17/agosto/08 dias 13 a 16/08: das 10 às 19h00 dia 17/08: das 10 às 17h00 Credenciamento 3° andar e Piso G2 meia hora antes do início ou término do evento. Centro de Convenções Frei Caneca rua Frei Caneca, 569 - Cerqueira Cesar São Paulo - SP Piso G2, 4.°, 5.°, 6.° andares Informações na Abup: 11 3881-2287
Estaremos trabalhando simultaneamente na 17ª edição da ABUP SHOW e na 20ª edição da BIENAL INTERNACIONAL DO LIVRO. Frisamos o convite: Os visitantes que quizerem conhecer nosso trabalho de perto, poderá visitar nossa usina de triagem de materiais recicláveis. Estaremos esperando por vocês e teremos o maior prazer em lhes mostrar nosso trabalho.
*Boa Feira, bons negócios!

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

20ª BIENAL DO LIVRO

Tá gente, eu sei...faz tempo que não se vê uma atualização por aqui, me desculpem. Mas vocês já sabem né: MUITO TRABALHO, GRAÇAS À DEUS!!!
Organizada a cada 2 anos pela Câmara Brasileira do Livro, a BIENAL INTERNACIONAL DO LIVRO DE SÃO PAULO é considerada um dos maiores eventos mundiais do setor editorial. Muito mais do que um importante evento comercial, durante 11 dias a BIENAL torna-se palco de inúmeras atrações para editores, livreiros, distribuidores, gestores de bibliotecas, universidades, escolas e ong´s, além de professores, estudantes, autores, agentes literários e outros profissionais do mercado cultural. Com a presença de expositores nacionais e estrangeiros, e sem perder o objetivo de difundir o livro e o hábito da leitura entre os brasileiros, a Bienal oferece centenas de atividades paralelas.
ONDE E QUANDO? BIENAL DO LIVRO DE SÃO PAULO 2008 14 a 24 de Agosto Horário: das 10:00 às 22:00 Ingressos: Público geral R$ 10,00 Estudante R$ 5,00 (mediante comprovação) Idosos 60 a 64 anos R$ 5,00 (mediante comprovação) Parque de Exposições Anhembi Av. Olavo Fontoura, 1209 Santana - CEP: 02012-021 São Paulo - SP – Brasil
CONFIRA AQUI A AGENDA DE EVENTOS DA BIENAL DO LIVRO. É, minha gente: Pra vocês visitantes, serão 11 dias de evento, pra nós da Ong Pueras serão mais ou menos 20 dias de trabalho. E adoramos isso é claro! CONVITE: Os visitantes estão convidados(convocados) à conhecer a USINA SOLIDÁRIA.

segunda-feira, 30 de junho de 2008

A gente dá satisfação!

Galera, o blog não está abandonado não viu...

Vim aqui rapidinho pra dar satisfação aos leitores. Estamos na maior correria, trabalhando duro na Feira Francal...parece mentira mas são 24 horas de trabalho.
E hoje, tivemos uma ocorrência desagradável. Um de nossos membros, o Rodolfo, teve o pulso direito perfurado por um caco de vidro que estava com a ponta virada para cima no carrinho que traz os resíduos sólidos recicláveis de dentro do pavilhão do Anhembi para a usina solidária.
Tá! Porque eu estou citando essa ocorrência? Eu explico: É pra mostrar a importância de separar corretamente os resíduos sólidos perigosos. Quando Rodolfo cortou o pulso, ele estava usando as luvas adequadas para manusear esse tipo de material, porém, o vidro estava misturado(camuflado) com plásticos. Ou seja: Se a pessoa que colocou o vidro no carrinho tivesse a consciência que aquele vidro poderia causar um acidente grave e ao invés de jogar o vidro lá de qualquer jeito, tivesse separado e acondicionado de maneira correta, o acidente não teria acontecido. É por isso que sempre falamos em "sensibilização" e "conscientização".

#Tome cuidado na hora de descartar seus resíduos, confira se eles podem ou não ferir alguém que por ventura vá manuseá-los#

PS* Não se preocupem, Rodolfo está bem, apesar do corte ter sido profundo.

Até mais galera...por hora, fiquem com a imagem da exposição na Expo Parques e Festas do grupo de artesanato TRAMANDO ARTES do nosso bairro querido - Cidade Tiradentes

Bom gente...logo mais eu volto com novidades


segunda-feira, 23 de junho de 2008

Feira Francal 2008


clique na imagem para visitar o site da Francal

A maior feira de moda e negócios do setor em toda América Latina, a FRANCAL é o evento mais importante do ano para os fabricantes brasileiros junto ao mercado interno e o melhor cenário para as relações comerciais com o mercado internacional.



Consolidada como a mais internacional feira do continente americano, destes segmentos, pelo grande volume de compradores internacionais que vem ao Brasil em busca de qualidade e do design brasileiro.

Vai ser pauleira gerenciar todos os resíduos sólidos recicláveis dessa feira, já que, contando com os mesaninos, serão aproximadamente 40 mil metros quadrados e mil expositores. Mas a Ong Pueras já tem toda a estratégia montada, é claro!

Junto com a usina verde (local onde triamos os materiais recicláveis), teremos também um ateliê funcionando em tempo real, com artistas plásticos e artesãos, que farão suas criações à partir dos materiais descartados. É isso aí...Ong Pueras neutralizando toneladas de resíduos que iriam para aterros sanitários, e agora serão beneficiados em cooperativas de reciclagem.

A feira, para visitação do público, serão apenas 4 dias, mas para nós, serão 13 dias de trabalho, pois temos a montagem que começa amanhã, dia 24, e a desmontagem que ocorrerá do dia 4 (no fechamento da feira para visitação) até dia 6 mais ou menos.


ONDE E QUANDO?
FRANCAL 2008
Data: 1 a 4 de Julho


Parque de Exposições Anhembi
Av. Olavo Fontoura, 1209
Santana - CEP: 02012-021
São Paulo - SP - Brasil

Translado:
Metrô Tietê - Anhembi - Metrô Tietê
das 8:30h às 20:30h

segunda-feira, 16 de junho de 2008

Francal Feiras - Quem é a Francal?

Como prometido na publicação anterior, hoje falaremos sobre: "Quem é a Francal"

Há quase quarenta anos no mercado, a FRANCAL FEIRAS é hoje uma das maiores empresas promotoras de eventos de negócios da América Latina, reconhecida pela alta qualidade e seriedade que imprime em todos seus empreendimentos.

As feiras e eventos de seu portfolio colaboram para o fortalecimento de importantes segmentos da economia nacional. Entre eles, calçados e acessórios de moda, máquinas e componentes para o setor de calçados, mercado editorial, produtos e serviços para escolas, escritórios e papelarias, brinquedos e puericultura, produtos naturais e de promoção da saúde, agricultura orgânica, piscinas e lazer, instrumentos musicais e afins, parques temáticos e festas infantis, artefatos de borracha, e indústria e comércio de pneus.

A FRANCAL FEIRAS também organiza eventos internacionais na América Latina em parceria com a ABICALÇADOS - Associação Brasileira da Indústria de Calçados, e outros focados em Responsabilidade Social Empresarial como a Conferência Ethos de Responsabilidade Social, para a qual oferece apoio organizacional.
Com sede em São Paulo, onde mantêm uma equipe altamente qualificada e com grande experiência em suas respectivas áreas de atuação, a FRANCAL FEIRAS possui ainda outros dois escritórios regionais nas cidades de Franca, interior de São Paulo, e Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul, além de representações em vários estados brasileiros e em países como Argentina e Itália.

Vocês conheceram a Francal promotora de feiras de negócios...



...conheçam agora a Francal promotora de 'Responsabilidade Social Empresarial', sim porque a empresa vem se destacando no mercado com seus projetos de Responsabilidade Sociail e Ambiental.
A Francal, empresa pioneira entre as protomoras de feiras de negócios na adoção de boas práticas tanto sociais quanto ambientais, já promovia várias ações com esse intuito, e vendo a necessidade de se investir mais nas pessoas, criou em 2003 a 'FRANCAL CIDADANIA'. Atualmente, esta área da empresa atua nas questões sócio-ambientais por meio de suas feiras, promove inclusão social de portadores de necessidades especiais no mercado de trabalho e promove a conscientização contra a pirataria, entre outras dezenas de ações voltadas ao público interno e à comunidade.
-"Houve uma espécie de namoro entre a FRANCAL e a ONG PUERAS até o firmamento da parceria." - Diz Dulce Piratininga - RH/Responsabilidade Social da Francal.
A Francal, sempre preocupada com a quantidade e destinação dos resíduos sólidos gerados na montagem, realização e desmontagem das feiras, tendo conhecimento da idoneidade da Ong Pueras , a escalou para realizar a gestão dos resíduos sólidos de todas as feiras promovidas pela Francal em 2008. Além disso, a Francal promove frequentemente, reuniões de bate papo entre a empresa e as organizações parceiras a fim de conhecer de perto as pessoas beneficiadas pelos projetos sociais.

A Francal oferece em todas as feiras às intituições selecionadas por seguimento da feira, um estande para exposição e divulgação de seus projetos e produtos, e garante toda a assistencia a essas organizações.

Porque falar da Francal no Blog da Ong Pueras?

Fizemos esta publicação independente da parceria entre a empresa e a ong, para que as pessoas possam saber que a Francal é uma empresa inteiramente idonea que realmente faz a sua parte pela cidadania e pelo meio ambiente. Uma prova disso é que tivemos a oportunidade de conhecer melhor a empresa atravéz dessa parceria, e pudemos acompanhar de perto os projetos da empresa que visa dar oportunidade para várias ong's, instituições entre outras do 3º setor, e oferece ainda um contato totalmente humanizado com as organizações.

ps* textos adaptados por Giselle Vergna


Quer saber mais sobre a Francal Feiras? Então visite o site da empresa

Bom galera, por hoje é só, espero que tenham aproveitado a informação!

sexta-feira, 13 de junho de 2008

Expo Parques e Festas 2008



A EXPO PARQUES E FESTAS – Feira de Produtos e Serviços para Parques Temáticos, Buffets e Festas, surgiu da proposta de fortalecer o segmento de produtos e serviços para parques e festas e informar seu público consumidor dos lançamentos e catálogos de produtos e serviços disponíveis.

Em sua segunda edição vem formatada para reunir em um único espaço os maiores representantes, fabricantes e produtores dos setores de Festas, Parques, Atrações e Serviços e Alimentação. Nossos visitantes encontrarão os lançamentos em artigos para festas, decoração, equipamentos, infláveis, cenários, jogos, brinquedos eletrônicos e animatrônicos, brindes, e efeitos especiais, bebidas, alimentos para festas em geral, máquinas e acessórios para alimentação, utilitários de mesa e cozinha entre outros.

Além das novidades proporcionadas pelos fabricantes e industriais do segmento, poderão ser apreciados shows e apresentações individuais ou de grupos de animação, além de workshops de decoração em balões, esculturas em alimentos, gelo, decoração entre outros.

Ao movimentar negócios que representam parcela significativa do faturamento anual do setor, a Expo Parques e Festas vem para atender um mercado em amplo crescimento em todos os Estados do Brasil.

Também potenciais clientes finalmente terão um evento que possa proporcionar todos os produtos que procuram em um só local, de artigos de festas, decoração, equipamentos e máquinas de diversão a infra-estrutura, brindes e serviços.

ONDE E QUANDO?
16 a 19 de Junho
Horário:
das 13 às 21 h

ATENDIMENTO AO VISITANTE:
e-mail: atendimento@francal.com.br

Fone e Fax: 11 2226-3100/11 3226-3200

É, mais uma gestão no currículo! Dá-lhe PUERAS!!!

Porque amamos isso!

PS* Logo falaremos mais à respeito da Francal Feiras

terça-feira, 10 de junho de 2008

PILHAS E BATERIAS...o que fazer com elas?



Apesar da aparência inocente e pequeno porte, as pilhas e baterias de celular são hoje um problema ambiental. Classificadas como resíduos perigosos e compostas de metais pesados altamente tóxicos e não-biodegradáveis, como cádmio, chumbo e mercúrio, depois de utilizadas, a maioria é jogada em lixos comuns e vai para aterros sanitários ou lixões a céu aberto.

A forma como são eliminados e o conseqüente vazamento de seus componentes tóxicos contamina o solo, os cursos d’água e o lençol freático, atingindo a flora e a fauna das regiões circunvizinhas. Através da cadeia alimentar, essas substâncias chegam, de forma acumulada, aos seres humanos.

Durante muitos anos, devido ao pouco uso de aparelhos eletrônicos, não havia preocupação com a reciclagem de pilhas e baterias. Mas com o passar do tempo e o avanço da tecnologia, esses materiais tornaram-se artigos relevantes no dia a dia e de fácil acesso, e seu descarte começou a preocupar pesquisadores, ambientalistas e autoridades.

Em função disso, o Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama) elaborou uma resolução (n° 257/99), que disciplina o descarte e o gerenciamento adequado de pilhas e baterias usadas. Consta, em seu artigo primeiro:

“As pilhas e baterias que contenham em suas composições chumbo, cádmio, mercúrio e seus compostos, necessário ao funcionamento de quaisquer tipos de aparelhos,..., após seu esgotamento energético, serão entregues pelos usuários aos estabelecimentos que as comercializam ou à rede de assistência técnica autorizada pelas respectivas indústrias, para repasse aos fabricantes ou importadores, para que estes adotem diretamente, ou por meio de terceiros, os procedimentos de reutilização, reciclagem, tratamento ou disposição final ambientalmente adequado”.

A resolução entrou em vigor em 22 de julho de 2000, e passou a responsabilizar fabricantes, importadores e comerciantes de pilhas e baterias pela coleta destes produtos no fim de sua vida útil. Além disso, a resolução classifica os tipos de pilhas e baterias e estabelece o limite da quantidade de mercúrio, chumbo e cádmio que as pilhas comuns podem possuir (Art. 6º).

A norma parece bastante conservadora uma vez que os limites propostos já estão, na maioria dos casos, dentro do que os fabricantes de pilhas já alcançam a alguns anos. Outro erro grave, de acordo com pesquisadores e ambientalistas, é o presente no artigo 13º, que permite que se joguem as pilhas e baterias que atenderem aos limites previstos no artigo 6º junto ao lixo doméstico, em aterros sanitários licenciados.

De acordo com o gestor ambiental Titan de Lima “A resolução tem dois erros. Primeiro: permite uma tremenda irresponsabilidade técnica, já que as pilhas e baterias, apesar de estarem sendo fabricadas com tecnologia limpa, continuam com os metais pesados altamente contaminantes ao meio ambiente e ao homem. E segundo: entra em choque com a Lei de Crimes Ambientais, número 9.605 de 1998, que torna crime o lançamento de qualquer elemento degradante ao meio ambiente”.

Há também um outro artigo que estabelece que é responsabilidade dos fabricantes e importadores a execução de campanhas publicitárias. Além disso, todos os comerciantes de pilhas a baterias deveriam ter em seus estabelecimentos, de acordo com lei, postos de coleta.

Quando alguma questão sobre o assunto é levantada, fala-se do descarte das pilhas e baterias em lixo comum, mas não sobre as campanhas de conscientização. E a resposta, dada pela própria Cetesb, é que as empresas estão atendendo satisfatoriamente à resolução do Conama. Esta é a justificativa também das empresas, quando questionadas.

De acordo com o Engenheiro Químico José Arnaldo Gomes, funcionário da Cetesb `Os fabricantes de pilhas comuns já eliminaram completamente o mercúrio e o cádmio, somente resta o chumbo. A porcentagem deste último existente é insignificante para o meio ambiente. Pilha não é problema desde 2000`. Gomes ainda completa `Há em todas as embalagens das baterias as indicações do que o cidadão deve fazer no descarte delas, aí vai da consciência de cada um. Foi uma opção dos fabricantes realizarem suas campanhas desta forma`.

Porém, sabe-se que no Brasil não há uma cultura das pessoas lerem embalagens de produtos, manuais e bulas de remédio, o que seria mais um motivo para um outro tipo de campanha, que atingisse, inclusive, a grande porcentagem de analfabetos existentes; como, por exemplo, propagandas em televisões e rádios.

O engenheiro da Cetesb afirma ainda que quem ficou responsável pela fiscalização dos produtores foi o Ministério do Meio Ambiente.

O problema das pilhas é mais grave comparado ao das baterias de celular, que possuem maior durabilidade, e não são descartadas com tanta facilidade e rapidez pelos consumidores como é o caso das pilhas, que possuem menor tempo de uso e são jogadas em qualquer lugar.

Na zona leste da cidade de São Paulo há uma entidade, a Coleta Seletiva de São Miguel Paulista, que faz parte de uma rede que aceita recicláveis sob forma de doação. A diretora Maria Vitória explicou que são poucos os locais que recebem pilhas e baterias, pois não se sabe o que fazer com elas e não há interesse de empresas em compra-las, como acontece com papéis e latas. “Temos uma parceria com a USP e quando recebemos pilhas ou baterias enviamos para eles, que as utilizam em pesquisas e estudos relativos ao assunto. Quanto a nós, realizamos atividades em escolas, voltadas à educação ambiental. Nos baseamos em 6 R´s: reeducação, responsabilidade, redução, reutilização, reciclagem e respeito”, afirma Maria.

Os metais pesados contidos nas pilhas e baterias, quando absorvidos, são de difícil eliminação pelo organismo, podendo causar diversos efeitos nocivos ao ser humano, tais como: alergias de pele e respiratórias; náuseas e vômitos; diarréias; diminuição do apetite e do peso; dores de estômago e gosto metálico na boca; instabilidade, com distúrbio do sono; inibição das células de defesa do organismo e bronquite. Pode inclusive causar danos ao sistema nervoso, edemas pulmonares, osteoporose e alguns tipos de câncer.

Atualmente existe uma mobilização mundial com o intuito de minimizar a produção de pilhas e baterias com estas substâncias. A questão é que a substituição requer investimentos e pesquisas, o que significa despesas para as empresas. Enquanto gasta-se apenas para dar solução ao destino ambientalmente adequado destes resíduos, pouco se investe em novas soluções.



O ideal é evitar na origem que o lixo seja produzido. Se precisar realmente comprar pilhas e baterias, o cidadão pode separa-las e leva-las ao coletor mais próximo, ou usar pilhas recarregáveis que custam de R$ 40,00 à R$ 80,00 com o carregador, e podem ser regarregadas até mil vezes...o que diminuiria -e muito- o consumo das pilhas comuns ou alcalinas. Lojas da rede Pão de Açúcar, Agencias do Banco Real, Postos do Corpo de Bombeiros e Shoppings Centers recebem estes materiais. As lojas da BCP e da Vivo também aceitam baterias de qualquer marca, dando-lhes um destino seguro. Os usuários podem também criar postos de coletas em seus ambientes de trabalho. Se um milhão de consumidores conscientes fizerem o mesmo, 12 milhões de pilhas serão desviadas dos lixões e aterros a cada ano. A reciclagem é muito importante porque colabora com a vida útil dos aterros, deixa de poluir os rios, córregos e o solo.

A população deve não apenas exigir das empresas e órgãos responsáveis que tomem atitudes conservacionistas e que alertem a população sobre o perigo desse tipo de lixo, mas deve também rever e mudar a própria maneira de compreender e se relacionar com o meio ambiente. Como afirma o filósofo japonês Daisaku Ikeda, em sua proposta sobre desenvolvimento sustentável enviada a Rio +10, em agosto de 2002: “Além de promover reformas de ‘cima para baixo’, tais como as medidas legais e institucionais, toda e qualquer solução efetiva requerirá reformas coextensivas ‘de baixo para cima’, que construam e fortaleçam a solidariedade popular”.

fonte:

É isso galerinha...espero que tenham gostado da publicação.

quinta-feira, 5 de junho de 2008

Viva a Mata 2008 - Sucesso Total

Em primeiro lugar, quero começar esta publicação dizendo aos visitantes deste blog que: - Fiquem à vontade para comentar as publicações, fazerem elogios, críticas, sugestões, perguntas...tirem as dúvidas mesmo. Estamos no ar por este meio de comunicação (internet) para facilitar o contato com vocês, portanto...a casa é de vocês!



Bom, agora vamos falar deste evento maravilhoso e digníssimo que foi o Viva a Mata deste ano. Nós da ONG PUERAS que chegamos lá na Segunda-Feira 26/05, quando começou a montagem, estamos satisfeitos com os resultados do nosso trabalho junto à S.O.S. Mata Altântica - Um dos nossos maiores parceiros na luta pela preservação do nosso Meio Ambiente.
Registramos a saída de 1.745 toneladas de materiais recicláveis durante o evento (materiais coletados na montagem, durante a visitação de 30/05 à 01/06, e na desmontagem dos estandes). Todo o material coletado foi doado à Cooperativa Viva Bem que fica na Vila Leopoldina.

Bacana também foi a energia renovável usada no evento - Gerador movido à bio-diesel - , ou seja nada de desperdício de energia! Os estandes foram feitos com madeira reaproveitada e garrafas pet. Podemos comemorar também a redução dos resíduos gerados no evento, pois foram cerca de 75 mil visitantes durante 3 dias de evento para 1.745 toneladas de resíduos sólidos recicláveis. Isto é sinal de que a galera que andou visitando o Viva a Mata está mais consciênte e está reduzindo o consumo inconsciênte.

No estande da ONG Pueras foram usadas sobras da madeira utilizada na montagem dos demais estandes. Levamos fardos de garrafas pet, papelão, latinhas de alumínio, justamente para as pessoas terem contato com as cooperativas de reciclagem e terem uma idéia de quanto "lixo" nós seres humanos geramos, lixo este que, descartamos por "não ter mais valor para nós". Levamos também alguns objetos artesanais feitos com material reaproveitado como coadores de café usado, caixinhas longa vida (Tetra Pak), e também objetos resultantes da reciclagem de embalagens pet como as malhas ecológicas, acessórios escolares, e tudo isso para os visitantes que "ainda não sabem" que o lixo que a gente gera pode e deve virar matéria prima secundária, a fim de diminuir a extração descontrolada dos nossos bens naturais, degradando cada vez mais o meio ambiente.



É verdade que o estande da ONG Pueras ficou um pouco distante dos demais estandes do evento, mas a nossa idéia era a de transformar o estande numa oficina de triagem de materiais recicláveis, onde os visitantes que participaram dessa triagem, tomaram conhecimento de como separar o que é e o que não é reciclável. Levamos ao evento nosso trabalho lúdico com Clowns...e a criançada adorou. Mostramos também, em um grande mapa da cidade de São Paulo, as principais Centrais de Coleta Seletiva, para que os visitantes pudessem localizar qual a central mais próxima de suas casas. A galera se divertiu fazendo no mapa, o percurso de casa até as cooperativas. Bom, o que podemos dizer é que estamos profundamente satisfeitos de ter executado nosso trabalho com sucesso, porque conseguimos transmitir nossa mensagem no evento. E digo mais...mal posso esperar pelo Viva A Mata 2009.

Dá-lhe PUERAS!!!

contador gratuito de visitas